Traduzido por Newton Campos (Título original: Spain has 4 of world’s best 100 MBA programs)
Londres, Jan 28 (EFE) – Quatro escolas de negócios espanholas estão entre as 100 melhores escolas do mundo de acordo com o último relatório anual de MBA’s publicado nesta segunda-feira pelo jornal Financial Times.
No ranking deste ano, além do IE Business School, classificado como a 8ª principal escola do mundo, estão os programas do Iese Business School, 11ª posição, Esade Business School, 21ª posição e Eada, que ficou na 95ª posição.
No topo do ranking, tal como nos últimos 3 anos, ficou a escola de negócios Wharton da Universidade da Pensilvânia, seguida pela London Business School, Columbia Business School, Stanford University’s Graduate Business School e Harvard Business School.
Na Europa, o IE ficou com a 3ª colocação, enquanto o Iese ficou na 5ª, Esade em 9ª e Eada na 25ª.
O IE foi classificado como a melhor escola de negócios do mundo na área de Comportamento Organizacional (Organizational Behavior) e como a segunda melhor no campo de Responsabilidade Social (CSR Corporate Social Responsibility).
Outras áreas nas quais o IE ficou classificado como uma das 10 melhores escolas do mundo foram Empreendedorismo (5ª), International Business (6ª), Economia (7ª), Tecnologia da Informação (8ª), Estratégia (9ª) e Marketing (9ª).
O Iese por sua vez, ficou como uma das 10 melhores em Salários em Consultoria (7ª) e em General Management (10ª).
O Esade também conseguiu entrar na lista das 10 melhores do mundo em duas categorias: Responsabilidade Social (6ª) e Marketing (8ª).
Os alunos formados pelo IE – 93% destes encontraram trabalho em menos de 3 meses após o término do programa – recebem uma média salarial anual de 124.600,00 dólares (84.578,00 euros).
Os alunos formados pelas quatro escolas de negócio espanholas viram seus salários aumentar entre 200% e 250% com relação aos seus salários antes do MBA.
Além disso, 36% dos alunos formados pelo IE são mulheres, enquanto 28% dos ex-alunos do Iese são mulheres, 34% dos formados pelo Esade e 40% dos formados pela Eada são mulheres.
Entre as escolas espanholas a Eada tem a maior porcentagem de alunos estrangeiros com 9&% de seus alunos vindo de fora da Espanha.
Ela é seguida pelo Esade, com 82%, Iese com 80% e IE com 75%.
O Esade se destaca de seus competidores locais e internacionais por requerer que seus alunos falem dois idiomas estrangeiros além do idioma usado em sala de aula. EFE